quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Patos no espaço












Outra característica mais ou menos desconhecida dos patinhos de borracha é que adoram viajar. Um pato de borracha entra alegremente em qualquer veículo para qualquer sítio. Não é coincidência que o primeiro animal escolhido para viajar para o espaço tenha sido um patinho de borracha de nome "Jeremias". Infelizmente, alguns minutos antes de entrar na nave Russa foi acometido de um insuportável ataque de diarreia acabando por ser substituído por uma cadela que ia, naquele momento, a passar.

Tal escolha quase se revelou catastrófica para o programa espacial Russo. A cadela entrou alegremente a ladrar na nave onde passou 189 horas com o nariz encostado ao vidro, a rosnar aos raios cósmicos até que, finalmente, os Russos, que já não suportavam a chinfrineira, desligaram o transmissor de rádio.

5 comentários:

Vani disse...

Qual é a tua pancada com os patos de borracha? conta, conta!

Jack Merridew disse...

Não tive patinhos de borracha quando era miúdo.

Estas coisas marcam mas acabam por passar. Pelo menos é o que os psiquiatras me dizem.

Vani disse...

LOOOOL! :D

olha, o blogocómio lançou um desafio... :D

A disse...

o primeiro pato de borracha foi encontrado mumificado no Egipto, no túmulo de Tutankhamon o faraó criança. junto estava centenas de concubinas, que se crêem ser do pato.

Nawita disse...

ah ah ah ah ah ah

(a gargalhada foi para o comentário do A).
Até que enfim algo de positivo sobre os patos.